01/10/2017

Lendas nunca morrem, mundial de lol e participação feminina




O mundial de League Of Legends teve seu início há algumas semanas e é o primeiro mundial que eu estou acompanhando. Eu jogo lol desde o final do ano passado e desde então ele se tornou meu jogo favorito, pois eu o reconheço como um jogo bastante complexo e ao mesmo tempo muito divertido de jogar. Antes de falar sobre o campeonato eu gostaria de exaltar a música que criaram para o campeonato 2017, porque eu estou completamente apaixonada tanto pela melodia quanto pela letra da mesma. Só acho que eles deveriam criar uma animação o quanto antes! (ELES CRIARAM!!! Clique aqui para assistir).

Primeiramente gostaria de expressar a minha insatisfação com o cenário brasileiro de lol e também minha decepção com a Team One, o time que foi representar o Brasil no mundial. Eu não sou nenhuma especialista no jogo, mas eu tenho minha própria visão e eu vou tentar explicar para vocês. Os primeiros times que a Team One enfrentou foi a Cloud9 e a Dire Wolves. E olha, eu sei que o time tem pouca experiência, mas aconteceram coisas inexplicáveis nos primeiros jogos da fase de entrada, sabe? Primeiro, o draft dos dois primeiro jogos, principalmente do primeiro, foi péssimo, parece que eles escolheram os campeões de forma aleatória ou estavam testando campeão em normal game. No entanto, o principal foi que eles não se preocuparam em jogar com os campeões que eles mais gostam e se sentem confortáveis, ao invés disso tentaram criar composições diferentes que poderiam sim dar certo, porém, o mundial não é lugar para testar isso.

Um bom exemplo desse fato foi que o Olaf estava Open no primeiro jogo e por algum motivo eles não pickaram ele pro 4lan que é simplesmente incrível jogando com ele. Além disso, eles não fizeram o jogo deles. É obvio que tem toda aquela pressão sobre os jogadores, mas eu senti falta daquele estilo único que a Team One tem, pois eles buscam os objetivos, lutam pelas torres e dragões, investem em bons ganks e rotações. Infelizmente eu não vi nada disso nos jogos. Parecia que eles estavam muito assustados. A Team One se tornou o meu time favorito no cblol 2017 e eu realmente esperava que eles, no mínimo, fizessem o jogo deles. Eu não esperava que eles fossem campeões do mundial, até porque o cenário da galera de fora é muito mais evoluído, porém eles só precisavam ser eles mesmos para conquistar algumas vitórias.


Pobre RedBert. Foto: XLG UOL

Apesar de todos os erros cometidos, os golden boys conseguiram ganhar da Dire Wolves e o jogo de desempate contra essa mesma equipe. Com isso, o time psasou para as eliminatórias e a md5 contra 1907 Fenercahçe aconteceu na madrugada dessa sexta-feira (29/09) e infelizmente gerou a desclassificação da equipe brasileira. Não foram jogos tão devastadores quanto os primeiros, mas dava para o time ter ganho da 1907 Fenercahçe e em alguns momentos isso realmente pareceu possível. O pior jogo foi o primeiro e o primeiro erro já ocorreu no draft, pois eles deixaram a Kalista passar na fase de banimentos. Um ponto interessante da Team One é que eles quase sempre vão mal no primeiro jogo contra uma nova equipe, aí quando eles analisam e sentem como aquele time joga é que eles colocam suas técnicas em prática e se sobressaem.

O segundo jogo foi muito bom, eles jogaram como no cblol, ganharam e todo mundo sentiu que a Team One que conhecemos ainda estava viva - até o terceiro jogo.  No terceiro jogo eles fizeram um draft bem interessante com Sejuani no topo e o famoso Olaf nas mãos do 4lan. Eles começaram jogando muito bem  e dominaram o early e mid game, mas no lite game eles foram se perdendo e errando em alguns pontos que deram a vitória ao time turco. No quarto jogo eu senti que eles já estavam bem abalados e as lines estavam perdendo até no farm! Frozen, o mid liner da FN estava muito feedado e dominou a partida. Com isso, Team One recebeu suas passagens de volta para o Brasil.

Claro que eu também assisto os jogos dos outros times e eu estou adorando ver o estilo de jogo e o meta dos outros países. As disputas entre os melhores times do grupo são sempre as mais legais de assistir porque você não sabe quem vai ganhar até que o Nexus seja destruído, visto que por detalhes mínimos um time pode ganhar ou perder uma tem fight.


Algumas especialistas em League Of Legends. Foto: IGN Brasil 

Também gostaria de comentar aqui algo que sempre me incomodou desde que comecei a acompanhar os campeonatos de lol: o quão pequena é participação das mulheres! As únicas mulheres que vi durante a transmissão brasileira no campeonato eram as tradutoras das televisões dos diferentes países. Mas eu sei que em outros países  existe uma narradora aqui e ali, mas a participação ainda é muito pequena. Talvez houvesse mulheres em outras funções, mas eu adoraria que tivesse uma comentarista ou uma narradora ou até mesmo uma jogadora profissional em um dos times aqui no Brasil.

Eu já li uma pesquisa sobre isso e ela dizia que a falta de mulheres nesse universo dos jogos ocorre pela falta de interesse das próprias mulheres e porque elas não são motivadas a seguirem esse caminho. Então eu acho que nós devemos incentivar as mulheres que estão ao nosso redor. Por isso, convida sua namorada, sua amiga ou alguma moça da sua família para jogar, pois talvez ela se identifique com aquilo de verdade e talvez um dia nós vejamos essas mulheres atuando na área.

Então esse foi o post de hoje, eu só queria falar um pouco sobre os últimos acontecimentos no mundo League Of Legends, pois é um assunto que eu gosto muito de falar sobre. Lembrando que eu não tenho capacidade técnica pra falar sobre os times e essa foi apenas uma opinião pessoal. Deixem nos comentários suas opiniões a respeito do desempenho da Team One nos jogos, do desempenho dos times de fora e também sobre a participação das mulheres nesse universo dos jogos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design |Editado por: Alana Cristina | Tema: Viagem - Blogger • voltar ao topo